Plano de contas: que é, como fazer?

O plano de contas utiliza códigos e classificações para controlar as entradas e saídas financeiras da empresa. Ele serve como base para a geração de relatórios de bens patrimoniais e a Demonstração do Resultado do Exercício (DRE).

O formato desses códigos deve ser criado com base nas particularidades de cada negócio, pois o objetivo principal é gerar maior controle dos recursos. Continue a leitura e saiba como aplicá-lo na empresa!

Continue lendo...

Fluxo de caixa: o que é, qual sua importância?

Manter as contas da empresa no azul é um grande desafio para qualquer gestor, principalmente se ele não monitora o fluxo de caixa. O instrumento auxilia no controle das contas do negócio e na compreensão sobre os custos e lucros da empresa.

Fazer esse acompanhamento é essencial para o empreendedor ter uma visão ampla sobre o seu negócio, evitando, assim, gastar mais do que tem condições de pagar. Que tal compreender esse conceito e a sua funcionalidade para a organização? Acompanhe!

Continue lendo...

Precisa melhorar a rentabilidade do negócio? Veja 6 dicas!

A empresa tem um faturamento alto, as vendas só aumentam e os clientes não apresentam reclamações sobre o produto. Porém, você ainda precisa melhorar a rentabilidade e não sabe o que fazer.

Calma! Algumas práticas simples ajudam você a aperfeiçoar o controle e a gestão do negócio. A seguir, listamos 6 dicas que podem ser aplicadas na companhia!

Continue lendo...

Cobrança e Redução de Inadimplência

Na estrutura de uma empresa é comum encontrarmos setores que apesar de ter funções distintas, trabalham de forma interligada.  Podemos citar como exemplo os setores comercial e cobrança, pois não adianta todo um esforço em fechar uma venda, se os valores não serão recebidos.  

Continue lendo...

Cuidados com a saúde financeira de sua empresa.

Dentre os desafios da gestão de uma empresa é preciso e fundamental evitar erros ou minimizar a ocorrência destes, pois alguns erros podem acarretar em grandes prejuízos de difícil reversão. Apresentamos a seguir alguns cuidados com a saúde financeira de sua empresa.

Continue lendo...

Centros de custo para controle de receitas e despesas

A estrutura interna de uma empresa é dividida por setores. Desde as pequenas organizações até as multinacionais, separar as áreas de atuação do empreendimento se faz necessário para que haja a possibilidade de um melhor controle em todas as suas características – funcionários, equipamentos, produtos, entre outros. Quando determinado setor ou departamento da empresa tem a autonomia para gerir suas receitas e despesas, dá-se o nome de centro de custos. Apesar de o nome indicar que só há saídas, a dinâmica desse método é fazer com que o próprio setor gere e administre questões fiscais, operacionais e de caixa (entrada e saída).

Continue lendo...

O investimento em tempo de crise

Tempos de crise mexem com a cabeça e com o bolso das pessoas. Muita gente tem mais medo de investir, sob o temor de colocar o patrimônio em risco, mas nem sempre é assim que funciona. Neste texto, mostraremos a você que o investimento na crise pode ser, na verdade, uma forma de escapar dela antes dos demais, faturando mais dinheiro do que outros agentes do mercado. Para isso, é necessária sagacidade, visão de mercado e contar também com as ferramentas corretas. Venha saber como investir na crise!

Continue lendo...

Gerencie projetos dentro do CRM

CRM é uma ferramenta capaz de registrar de forma inteligente, as principais informações de cada cliente: onde mora, data de aniversário, estado civil, contatos, etc. Dessa forma, é possível conhecê-lo melhor e antecipar suas necessidades, além de promover interações e melhorar os serviços oferecidos.

Continue lendo...

Finanças pessoais X finanças empresariais: porque não misturar

Sabe quando chega aquela conta que você não estava preparado financeiramente para pagar e acaba tirando esse valor do caixa do seu negócio para quitar?

Continue lendo...

5 aspectos de uma boa gestão financeira

O número de empreendimentos cresce a cada dia que passa. Com esse alto número de empresas, o que difere uma da outra é o modo com que são administradas e a qualidade da gestão financeira. Mas, quais fatores indicam uma boa gestão?

 

Continue lendo...