Notícia, Gestão de contratos e vendas recorrentes.

Postado Ter, 01 de Outubro de 2019, 14:35:00

Gestão de contratos e vendas recorrentes.

Você chega no escritório, recebe um chamado de um cliente e busca solucionar o problema dele em poucos minutos. Por coincidência, é dia de enviar o boleto de cobrança, mas ele se recusa a pagar pelo serviço porque afirma que sua empresa não dá a devida atenção ao negócio e informa: “estou trocando de fornecedor”. E agora, como cobrar pelo atendimento? Situações semelhantes podem acontecer com as empresas que não fazem uma gestão de contratos eficiente.

Se você não quer passar por esse pesadelo, está na hora de dar mais atenção aos prazos contratuais a fim de minimizar os riscos do negócio. Ficou preocupado? Preparamos algumas dicas para você fazer o gerenciamento adequado dos contratos. Vamos lá?

1. Leia com atenção todas as cláusulas dos contratos
Para evitar dores de cabeça a empresa deve ter ao menos um profissional para ler e revisar os contratos assinados. O documento deve tratar de questões financeiras, legais e técnicas, sempre prevendo situações de risco e possíveis atitudes que serão tomadas pela equipe.
Portanto, o primeiro passo é avaliar se a empresa consegue atender às necessidades do cliente antes de assinar o contrato. Também entra nesse contexto a discriminação clara sobre multas e penalidades para a quebra de contrato antes do tempo por ambas as partes.

2. Organize os documentos
Se você precisar esclarecer uma dúvida sobre o valor acordado com o cliente, sabe onde encontrar essa informação? Pois é, muitas empresas ficam tão envolvidas com as tarefas do dia a dia que se esquecem de organizar os documentos de um jeito simples e fácil de serem encontrados.
Para algumas organizações esse trabalho pode ser feito com o uso de armários e pastas com identificação. Já se você é mais voltado à tecnologia, pode investir em ferramentas modernas (e práticas!) para arquivar e gerenciar os contratos. Lembre-se de separá-los de acordo com o tipo de serviço e também por datas de vencimento.

3. Fique atento aos prazos
Já organizou tudo? Então é hora de criar uma rotina para avaliar os contratos com certa frequência. Essa revisão deve ser feita de acordo com o seu método de trabalho. Por exemplo: se os contratos são anuais, eles podem ser analisados uma vez por mês para você ter tempo de buscar uma renovação ou aumentar os preços.
Já se eles são de curta duração, a verificação deve ser feita com mais frequência para você não perder nenhum prazo importante. Só assim você conseguirá agir antes do cliente mudar de ideia e também organizar as finanças caso haja um cancelamento.

4. Utilize um software de gestão de contratos
Se você não tem tempo para analisar inúmeros contratos de papel e monitorar os períodos de vigência dos mesmos, o melhor é adquirir um software de gestão de contratos. Já existem muitas ferramentas no mercado que automatizam os processos, enviam lembretes de prazos e falta de pagamento de algum cliente. Assim, você tem mais tempo livre para cuidar da gestão do negócio.

A plataforma DUO BR, por exemplo, permite o cadastro das informações dos clientes e facilita a geração de boletos. Como assim?
Você cadastra no sistema os clientes que pagam mensalmente por um determinado serviço e a ferramenta gera uma venda a cada virada de mês, conforme a data e o trabalho contratado.

Isso traz mais facilidade para o seu dia a dia, uma vez que é possível ter uma previsão de faturamento mensal. Além do mais, não é necessário realizar o registro de todas as vendas separadamente, ou seja, você ganha tempo e agilidade para cuidar do que realmente importa: o sucesso do negócio.

Enfim, fazer a gestão de contratos pode ser muito mais simples quando você conta com o auxílio de uma plataforma intuitiva. Evite a perda de prazos e tenha mais segurança para as suas operações! Faça o teste gratuito e comprove os benefícios do sistema DouBR!
 

Comentar

0 Comentário(s)