Notícia, O investimento em tempo de crise

Postado Seg, 29 de Janeiro de 2018, 10:00:00

O investimento em tempo de crise

Tempos de crise mexem com a cabeça e com o bolso das pessoas. Muita gente tem mais medo de investir, sob o temor de colocar o patrimônio em risco, mas nem sempre é assim que funciona. Neste texto, mostraremos a você que o investimento na crise pode ser, na verdade, uma forma de escapar dela antes dos demais, faturando mais dinheiro do que outros agentes do mercado. Para isso, é necessária sagacidade, visão de mercado e contar também com as ferramentas corretas. Venha saber como investir na crise!

 

O que é a crise, afinal?

A palavra “crise” em si começa a cair na boca do povo quando entra na agenda da imprensa, mas o que, afinal, pode ser considerada uma crise? O conceito de crise está relacionado a uma situação problemática prejudicial cuja solução é urgente.

Quando diz respeito a dinheiro, crise está relacionada ao fato de a economia regredir, deixando mais pessoas desempregadas, com menos dinheiro, menos consumo e, por consequência, menos renda. Isso é muito ruim, pois o bem-estar das pessoas também é prejudicado com todos estes fatores.

 

Como a crise afeta investimentos?

Com crise, todo mundo se torna mais receoso na hora de investir, pois o risco de perder dinheiro também aumenta. Por exemplo: em tempos de crise, a renda fixa se torna... menos rentável. A poupança rende menos e a inflação costuma atrapalhar os negócios de quem compra títulos pós-fixados. O mercado de ações fica mais sensível e a compra de bens duráveis e mais valiosos, como carros e imóveis, também sofre.

Mas aí está a grande questão: se quem investe na crise tem risco de perder dinheiro, quem não investe neste período CERTAMENTE está perdendo dinheiro! Dinheiro parado no cofre desvaloriza graças à inflação, enquanto dinheiro parado no banco está acompanhado de taxas de manutenção e outros gastos. Na crise, a melhor saída é “mexer os pauzinhos”.

 

Como a crise traz oportunidades de investimento?

Tem muitos empresários e investidores que dão risada sempre que ouvem a palavra “crise”. Isto porque estas pessoas sabem exatamente como sair antes da crise e pegar uma carona nas dificuldades financeiras do país para ter mais lucro.

Pense desta forma: o mercado é como um jogo. Se alguém está ganhando dinheiro, outras pessoas estão perdendo. Quem joga primeiro sai na vantagem para ganhar mais rendimentos. Por isso, o tempo de crise não deve ser um tempo sem investir, muito pelo contrário.

Entretanto, é preciso ter sagacidade e percepção. É preciso enxergar em quais setores do mercado um investimento, mesmo em tempos de crise, pode trazer grandes frutos. Os exemplos estão aí para nos mostrar que é possível: empresas inovadoras, fintechs, startups e até mesmo companhias mais tradicionais perceberam que a crise abre oportunidades, principalmente para os consumidores que estão buscando alternativas para gastar menos.

Use seus investimentos para criar produtos e serviços que facilitam a vida e as contas das pessoas em tempos de crise. Assim, você conquista o mercado. Lembre-se: outro fator contribuinte é usar um software para fazer a gestão financeira de seus negócios e saia da crise ainda mais rápido. Acesse www.duobr.com.br e saiba mais.

 

Comentar

0 Comentário(s)